Pin It

 

Entre as principais ações está o restabelecimento da trafegabilidade de rodovias afetadas pelas chuvas. Nesta segunda-feira (12), quatro frentes da Secretaria Estadual de Transportes (Setran) iniciaram a recuperação nas rodovias PA 279, que liga Eldorado a Curionópolis, PA 327, estrada da Soja entre Santa Maria das Barreiras e Conceição do Araguaia, PA 449, entre Floresta do Araguaia e Conceição do Araguaia, e no município de Bannach. A PA 287, que liga o município de Cumaru do Norte, já começou a ser recuperada desde o mês passado.

“Todos os esforços estão sendo feitos para que a Secretaria Estadual de Transporte aja nessas ações emergenciais onde acontecem interrupções de trafegabilidade.  Em cada uma delas, vamos retirar pontos críticos e fazer a pavimentação”, disse Jorge Rodrigues, chefe do núcleo regional da Setran, no sudeste do estado.

Também foi montada uma força-tarefa para tuar em possíveis desastres por conta do período chuvoso. Segundo a Defesa Civil, as chuvas nas regiões Sul e Sudeste já chegaram com 80% do previsto para todo o mês de fevereiro. As equipes de socorro estão monitorando os rios Itacaiúnas, Tocantins, Araguaia e Parauapebas. A coordenação estadual da Defesa Civil – Corpo de Bombeiros Militar estruturou três das chamadas salas de situação, que são áreas de comando, controle e de acompanhamento de possíveis ocorrências de enxurradas, inundações, tempestades e alagamentos. As salas estão localizadas em Belém, no comando geral do CBM, uma no Centro Regional de Governo em Marabá e outra em Santarém.

O coordenador estadual da Defesa Civil, coronel Francisco Cantuária explica que a Defesa atua integrada às Coordenadorias Municipais de Defesa Civil, com a finalidade de oferecer o suporte técnico devido.

“Atuamos no sentido de estarmos mais próximos das tomadas de decisão. Nosso plano de contingência a desastres é fundamental, pois funciona como um planejamento das respostas às demandas dos municípios atingidos por algum tipo de desastre”.

Nas regiões Sul e Sudeste, a Defesa Civil está atuando com os efetivos do Corpo de Bombeiros dos quarteis de Marabá, Redenção, Parauapebas e Canaã dos Carajás. Em cada unidade do CBM, 12 bombeiros, por plantão, integram a equipe de socorro. As unidades do CBM em Santarém e Itaituba estão com equipes de plantão para agir em possíveis desastres registrados na região.

Dos quinze municípios, sendo 11 do sudeste paraense, declararam situação de emergência. Desde o dia 6 de fevereiro, quando a Defesa Civil Estadual apresentou um relatório várias secretarias estaduais reuniram-se para tratar o tema com autorização do Governador Simão Jatene procedimentos para minimizar os efeitos causados pelos acidentes.

Nos últimos dias 5 e 6 de fevereiro, foram três dias de chuvas intensas no município de Xinguara, que correspondeu ao que deveria chover o mês inteiro. O major Marcos Felipe Galúcio, comandante do 10º Grupamento Bombeiro Militar de Redenção explica que uma das barragens, dentro de um condomínio fechado, rompeu potencializando o nível do rio. Ainda de acordo com o major, alagamento desalojou cerca de 150 famílias por um dia, todos já retornaram às suas residências. Na cidade, a BR 155 recebe reparos emergenciais com o tráfego fluindo normalmente, na rodovia atuam as empresas Ethos e JM com supervisão do Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte (DNIT).  Já em Rio Maria, o comandante do GBM, as cheias provocadas pelas chuvas resultaram em 400 famílias desalojadas. Todos também já retornaram para suas casas.

Em Eldorado dos Carajás as cheias afetaram cerca de 150 famílias. Segundo o comandante do Grupamento Bombeiro Militar de Parauapebas, Tenente Coronel José Raimundo Lélis Pojo, foram instaladas tendas para os desalojados e a situação foi controlada. Já em Parauapebas, a situação de alagamentos afetou 10 bairros. O suporte está sendo feito pela Defesa Civil municipal e Corpo de Bombeiros.

Outra preocupação do Governo do Estado é em relação às orientações aos municípios no preenchimento correto do Sistema Nacional de Defesa Civil, que é o que vai permitir a resposta do Estado nessas cidades.

“A área social está aguardando o levantamento das coordenadorias dos municípios para que a Secretaria de Estado de Assistência Social, Trabalho, Emprego e Renda (Seaster), junto com as secretarias municipais de assistência comecem a atender as famílias desalojadas e desabrigadas. Mas para fazer isso, a gente precisa ter o reconhecimento, com a situação de emergência homologada, para que o Estado, nas suas diversas secretarias possa auxiliar as prefeituras”, disse o secretário regional de governo, Jorge Bittencourt.

Para ajudar os municípios no efetivo preenchimento e lançamento dos dados no Sistema Nacional, nesta quarta-feira, às 14 horas, na sala de situação do Corpo de Bombeiros, no Centro Regional de Governo, em Marabá, será realizada uma capacitação com todas as Coordenadorias Municipais de Defesa Civil do Sul e Sudeste do Estado. Ações de assistência e respostas nos municípios é o assunto principal a ser debatido. A ação, realizada em parceria com a AMAT Carajás, envolve várias secretarias do Governo Estadual como a de Tranportes e a de Trabalho, Emprego e Renda. No dia 20 de fevereiro ocorrerá no município de Xinguara o 1º Encontro das Coordenadorias Municipais de Proteção e Defesa Civil. Com o mesmo objetivo, no dia 20 deste mês, uma nova programação está prevista, desta vez marcada para ocorrer em Xinguara.

(Fonte: Agência Pará)

Pin It